O Nerd da Quimica

Blog

COMO SE LIGAM OS ELEMENTOS QUIMICOS

Posted by o nerd da quimica on July 11, 2011 at 1:25 PM

--> Ver também:

- COMO SABER A VALÊNCIA DOS ELEMENTOS

- LIGAÇÕES QUÍMICAS

- COPERNÍCIO

.

Fulereno C60, uma variante alotrópica do elemento carbono (C).

.

Estrutura complexa formada por átomos de carbono. Foi criada para servir como um tanque de estocagem em dimensão molecular para o gás hidrogênio (H2) (ver sobre esse assunto AQUI). A capacidade de o carbono formar estruturas tão incríveis e complexas vem de sua habilidade de formar 4 ligações covalentes muito estáveis, inclusive com outros átomos de carbono, formando cadeias. Nenhum outro elemento tem a habilidade de formar cadeias de átomos tão estáveis quanto o carbono.

.

NOTA: este post foi ATUALIZADO recentemente (01/05/2018) para adicionar alguns dados, tais como os novos nomes dos elementos 112 a 118 e suas propriedades.

.

Neste post, irei mostrar de forma resumida como cada elemento químico se comporta durante as ligações químicas: como eles se ligam uns aos outros, quais as cargas que eles assumem quando se tornam íons, etc. Esse catálogo serve para ajudar você a aprender de modo fácil como montar fórmulas você mesmo e (assim espero) a tirar um 10 na prova rsrs. Divirta-se!!!

.

NOTA: Eu garanto a vocês: este é o único site do Brasil onde você vai encontrar postado de cabeça o comportamento químico de TODOS os elementos. Eu postei tudo isso de cabeça, sem olhar na tabela periódica ou qualquer outro lugar, somente baseado em meus próprios conhecimentos (sem querer me gabar: eu sei de cor todos os elementos!). Até eu me surpreendi! Se duvidarem, confiram por vocês mesmos.

.

- Presta atenção nas cores:

--> Metal

--> Não-metal

--> Semimetal

--> Gás nobre

--> Hidrogênio

.

O(s) nox (número(s) de oxidação) mais comum(ns) do elemento se encontra(m) destacado(s) em verde brilhante.

. 

.

1- Hidrogênio (H): Forma 1 ligação covalente, íon H(+) ou (mais raramente) íon H(-) (somente nos hidretos metálicos)

(nox = +1, -1)

.

2- Hélio (He): Gás nobre: não forma compostos (nox = 0).

.

3- Lítio (Li): Forma íon Li(+) (nox = +1)

.

4- Berílio (Be): Forma íon Be(+2) e alguns compostos covalentes (nox = +2).

.

5- Boro (B): Forma 3 ligações covalentes, podendo também atuar como ácido de Lewis recebendo um par de elétrons de uma ligação dativa. Diversos compostos de boro não seguem a Regra do Octeto, por apresentar a última camada incompleta com 6 elétrons. (nox = +3)

.

6- Carbono (C) : Forma 4 ligações covalentes. (nox = -4, -3, -2, -1, 0, +2, +3, +4)

.

7- Nitrogênio (N): Forma 3 ligações covalentes e íon N(-3) (raro). Pode formar 1 ligação dativa além das 3 ligações comuns, quando se liga a H(+), a oxigênio (como no NO3(-)) e certos íons metálicos como o Cu(+2) e Ag(+).

(nox = -3, +3, +5)

.

8- Oxigênio (O): Forma 2 ligações covalentes e íon O(-2); também pode formar íons O2(-2) e O4(-2) (menos comuns) e doar 1 ligação dativa para H(+) e certos íons metálicos. (nox = -2, -1,

+2(apenas quando se liga ao F) )

.

9- Flúor (F): Forma 1 ligação covalente e íon F(-) (nox = -1)

.

10- Neônio (Ne): Gás nobre: não forma compostos (nox = 0).

.

11- Sódio (Na): Forma íon Na(+)

(nox = +1)

.

12- Magnésio (Mg): Forma íon Mg(+2) (nox = +2)

.

13- Alumínio (Al): Forma íon Al(+3) e alguns compostos covalentes (raros).

(nox = +3)

.

14- Silício (Si): Forma 4 ligações covalentes. (nox = -4, +2, +4)

.

15- Fósforo (P): Forma 3 ligações covalentes e íon P(-3) (raro). Pode formar 1 ligação dativa além das 3 ligações comuns, quando se liga a oxigênio (como no H3PO4) e certos íons metálicos.

(nox = -3, +3, +5)

.

16- Enxofre (S): Forma 2 ligações covalentes e íon S(-2), podendo formar 1 ou 2 ligações dativas quando se liga a O (como no SO2 e no H2SO4). (nox = -2, +4, +6)

.

17- Cloro (Cl): Forma 1 ligação covalente e íon Cl(-). Pode formar até 3 ligações dativas quando se liga a O nos ácidos oxigenados e seus sais, como HClO3 e KClO4. (nox = -1, +1, +3, +5, +7)

.

18- Argônio (Ar): Gás nobre: não forma compostos. (nox = 0)

.

19- Potássio (K): Forma íon K(+)

(nox = +1)

.

20- Cálcio (Ca): Forma íon Ca(+2)

(nox = +2)

.

21- Escândio (Sc): Forma íon Sc(+3)

(nox = +3)

.

22- Titânio (Ti): Forma íons Ti(+2), Ti(+3) (raros) e Ti(+4) (mais comum) e vários complexos. (nox = +2, +3, +4)

.

23- Vanádio (V); Forma íons V(+2) e V(+3), compostos com nox +4 ( sais de VO(+2) , diversos complexos, VCl4 (covalente), etc), e compostos com nox +5 (sais dos íons VO2(+) e VO4(-3), V2O5, etc) (nox = +2, +3, +4, +5)

.

24- Cromo/Crômio (Cr): forma íons Cr(+2) e Cr(+3), vários complexos e sais com o íon CrO4(-2) que contém Cr com nox +6. (nox = +2, +3, +6)

.

25- Manganês (Mn): Forma íons Mn(+2), íons Mn(+3) (raros) e compostos como MnO2 onde o Mn tem nox +4, íons MnO4(-2) (Mn com nox +6) e MnO4(-) (nox +7)

(nox = +2, +3, +4, +6, +7)

.

26- Ferro (Fe): Forma íons Fe(+2) e Fe(+3) e vários complexos. (nox = +2, +3)

.

27- Cobalto (Co): Forma íons Co(+2), Co(+3) e vários complexos. (nox = +2, +3(mais comum nos complexos) )

.

28- Níquel (Ni): Forma íons Ni(+2), Ni(+3) (raro) e complexos. (nox = +2, +3)

.

29- Cobre (Cu): forma íons Cu(+) (menos comum) , Cu(+2) e complexos. (nox = +1, +2)

.

30- Zinco (Zn): forma íon Zn(+2) e complexos. (nox = +2)

.

31- Gálio (Ga): Forma íon Ga(+3) e certos compostos covalentes. (nox = +3)

.

32- Germânio (Ge): Forma 4 ligações covalentes e íons Ge(+2) (raro) e Ge(+4). (nox = +2, +4)

.

33- Arsênio (As): forma 3 ligações covalentes, íons As(-3), As(+3) e compostos com nox +5 (AsO4(-3)). Pode formar 1 ligação dativa quando se liga a O.(nox = -3, +3, +5)

.

34- Selênio (Se): Forma 2 ligações covalentes e íon Se(-2). Quando se liga a O, pode formar 1 ou 2 ligações dativas além das 2 ligações covalentes normais. (nox = -2, +4, +6)

.

35- Bromo (Br): Forma 1 ligação covalente e íon Br(-), podendo formar 1, 2 ou 3 lifações dativas com  o O.

(nox = -1, +1, +3, +5, +7)

.

36- Kriptônio/Criptônio (Kr): Gás nobre: normalmente não forma compostos.

(nox = 0, +2(em condições especiais))

.

37- Rubídio (Rb): Forma íon Rb(+)

(nox = +1)

.

38- Estrôncio (Sr): Forma íon Sr(+2)

(nox = +2)

.

39- Ítrio (Y): Forma íon Y(+3) (nox = +3)

.

40- Zircônio (Zr): Forma íon Zr(+4) e complexos. (nox = +2(em alguns complexos), +4)

.

41- Nióbio (Nb): Forma íons Nb(+3) e Nb(+5), além de vários complexos com número de oxidação mistos e inferiores. (nox = +3, +5)

.

42- Molibdênio (Mo): Forma compostos com estado de oxidação +2, +3, +4 e (principalmente)+6. Íons isolados como Mo(+3) são raros, geralmente na forma de complexos. Forma o íon molibdato (MoO4(-2)), no qual o Mo tem nox +6. (nox = +2, +3, +4, +5, +6)

.

43- Tecnécio (Tc): Forma principalmente compostos com nox +4 e +7, a maioria como complexos; os compostos de Tc com nox +7 são covalentes ou íons TcO4(-) (pertecnecato). íons livres como Tc(+4) isolados são raros. (nox = +2, +3, +4, +5, +6, +7)

.

44- Rutênio (Ru): Forma íons Ru(+2) e Ru(+3) e diversos complexos, além de alguns compostos com nox +6, como o RuO3. (nox = +2, +3, +4, +6)

.

45- Ródio (Rh): Forma íons Rh(+3), além de compostos com Rh(+) diversos complexos em vários estados de oxidação (+1,+3,+4, +6). (nox = +1, +3, +4, +6)

.

46- Paládio (Pd): Forma íons Pd(+2) e Pd(+4), além de diversos complexos muito estáveis. (nox = +2, +4)

.

47- Prata (Ag): Forma íon Ag(+) e alguns complexos (Pode ser encontrada em certos compostos formando íons Ag(+2) e Ag(+3), muito raros e instáveis). (nox = +1 (os nox +2 e +3 são extremamente raros))

.

48- Cádmio (Cd): Forma íon Cd(+2) e complexos. (nox = +2)

.

49- Índio (In): Forma íon In(+3) (e também o íon muito raro In(+)) (nox = +3, +1)

.

50- Estanho (Sn): Forma íons Sn(+2) e Sn(+4) e alguns compostos covalentes (em geral formando 4 ligações). (nox = +2, +4)

.

51- Antimônio (Sb): Forma 3 ligações covalentes podendo formar também 3 ligações normais + 1 dativa, íons Sb(-3) (raro), Sb(+3) e compostos com Sb(+5). (nox = -3, +3, +5)

.

52- Telúrio (Te): Forma 2 ligações covalentes (podendo formar 2 lig. normais + 1 ou 2 dativas), íon Te(-2) ou compostos com nox +2, +4 e +6. (nox = -2, +2, +4, +6)

.

53- Iodo (I): Forma 1 ligação covalente e íon I(-) (podendo formar 1, 2 ou 3 lig. dativas além da lig. normal quando se liga a O). (nox = -1, +1, +3, +5, +7)

.

54- Xenônio (Xe): Gás nobre: normalmente não forma compostos (embora o Xe participe de alguns compostos raros ligado a F ou O, com nox +2, +4, +6 e +8 (nox = 0, +2, +4, +6, +8)

.

55- Césio (Cs): Forma íon Cs(+)

(nox = +1)

.

56- Bário (Ba): Forma íon Ba(+2)

(nox = +2)

.

57- Lantânio (La): Forma íon La(+3)

(nox = +3)

.

58- Cério(Ce): Forma íon Ce(+3) (e também Ce(+4)) (nox = +3, +4)

.

59- Praseodímio(Pr): Forma íons Pr(+2), Pr(+3) (e mais raramente Pr(+4)) (nox = +2, +3, +4)

.

60- Neodímio (Nd): Forma íon Nd(+3)

(nox = +3)

61- Promécio (Pm): Forma íon Pm(+3) (nox = +3)

.

62- Samário (Sm): Forma íons

Sm(+2) e Sm(+3)

(nox = +2, +3

.

63- Európio (Eu): Forma íons Eu(+2) e Eu(+3)  (nox = +2, +3)

.

64- Gadolínio (Gd): Forma íon Gd(+3)

(nox = +3)

.

65-  Térbio (Tb): Forma íon Tb(+3) (e mais raramente Tb(+2) e Tb(+4)) (nox = +2, +3, +4)

.

66 - Disprósio (Dy): Forma íon Dy(+3) (nox = +3)

.

67 - Hólmio (Ho): Forma íon Ho(+3)

(nox = +3)

.

68 - Érbio (Er): Forma íon Er(+3)

(nox = +3)

.

69 - Túlio (Tm): Forma íon Tm(+3)

(nox = +3)

.

70 - Itérbio (Yb): Forma íons Yb(+2) e Yb(+3) (nox = +2+3)

.

71- Lutécio (Lu): Forma íon Lu(+3)

(nox = +3)

.

72- Háfnio (Hf): Forma íon Hf(+4) e se comporta de forma muito similar ao zircônio. (nox = +4)

.

73- Tântalo/Tantálio (Ta): Forma compostos iônicos e covalentes contendo Ta com nox +5, além de se comportar de forma muito semelhante ao nióbio.

(nox = +5)

.

74- Tungstênio/Wolfrâmio (W): Forma compostos com nox +2, +3, +4, +5 e (principalmente) +6, geralmente como complexos e compostos covalentes. Íons livres de tungstênio, como W(+2) e W(+3), são raros. O principal íon contendo W é o íon tungstato (WO4(-2)), que contém tungstênio com nox +6. (nox = +2, +3, +4, +5, +6)

.

75- Rênio (Re): Forma complexos e compostos covalentes com nox +3, +4 e +7. Íons livres são raros. O íon mais conhecido do rênio é o íon perrenato (ReO4(-)), que contém Re com nox +7. (nox = +3, +4, +7)

.

76- Ósmio (Os): Forma principalmente íons Os(+3) e Os(+4), além de vários complexos com nox +2, +3, +4, +6 e +8 (Os é o único metal que alcança nox +8. O principal composto é o tetróxido de ósmio (OsO4), um composto covalente que contém Os com nox +8. (nox = +2, +3, +4, +6, +8

.

77- Irídio (Ir): Forma íons e complexos com Ir(+), Ir(+2), Ir(+3) e Ir(+4), além de formar compostos com os nox +6 e zero. (nox = 0, +1, +2, +3, +4, +6

.

78- Platina (Pt): Forma íons e diversos complexos com Pt(+2) e Pt(+4), além de se apresentar com nox +5 e +6 em alguns poucos compostos (como no PtF5 (nox +5), no PtO3 e PtF6 (nox +6)). (nox = +2, +4, +5, +6)

.

79- Ouro (Au): Forma íons Au(+) e Au(+3) e vários complexos, além de formar alguns poucos compostos instáveis com os nox +2 e +5. (nox = +1, +3 (os nox +2 e +5 são muito raros e só existem em alguns poucos compostos restritos).)

.

80- Mercúrio (Hg): Forma íons Hg2(+2) (contendo Hg com nox +1) e Hg(+2), além de complexos e alguns compostos covalentes. (nox = +1, +2)

.

81- Tálio (Tl): Forma íons Tl(+) e Tl(+3) (nox = +1, +3)

.

82- Chumbo (Pb): Forma íons Pb(+2) e Pb(+4) (nox = +2, +4)

.

83- Bismuto (Bi): Forma íons Bi(+3) ( e mais raramente alguns poucos compostos com nox +5, como o íon bismutato

(BiO3(-)) (nox = +3, +5(raro))

.

84- Polônio (Po): Forma 2 ligações covalentes e íon Po(-2) (raro), além de compostos com nox +2, +4 e (mais raramente) +6 (compostos de polônio são raros devido ao uso limitado por causa da radiação). (nox = -2, +2, +4, +6)

.

85- Astato/Astatínio(At): Compostos desse elemento são extremamente raros por causa da radiação. Forma 1 ligação covalente (podendo formar 1, 2 ou 3 lig. dativas) e íon At(-). (nox = -1, +1, +3, +5, +7)

.

86- Radônio (Rn): Gás nobre: normalmente não forma compostos.

(nox = 0, +2)

.

87- Frâncio (Fr): Forma íon Fr(+). Seus compostos são raros por causa da radiação. (nox = +1)

.

88- Rádio (Ra) Forma íons Ra(+2) e seus compostos são raros por causa de sua radiação. (nox = +2)

.

89- Actínio (Ac): Forma íon Ac(+3); seus compostos são raros porque o elemento é raro e radioativo. (nox = +3)

.

90- Tório (Th): Forma íon Th(+4)

(nox = +4)

.

91- Protactínio (Pa): Forma íons e complexos pouco conhecidos com nox +3, +4 e +5. Seus compostos são raros.

(nox = +3, +4, +5)

.

92- Urânio (U): Forma íons U(+3) e U(+4) e, principalmente, compostos com nox +6 (geralmente na forma do íon UO2(+2) (uranila), além de alguns complexos. (nox = +3, +4, +5, +6)

.

93- Netúnio/Neptúnio (Np): Forma íons Np(+3), Np(+4), diversos compostos com nox +5 (principalmente na forma de íons NpO2(+)), vários compostos com nox +6 (principalmente na forma de NpO2(+2)) e íons NpO5(-3) (nox +7), além de diversos complexos. (nox = +3, +4, +5, +6, +7)

.

94- Plutônio (Pu): Forma íons Pu(+3), Pu(+4), compostos com nox +5 (principalmente o íonPuO2(+)), compostos com nox +6 (principalmente na forma do íon PuO2(+2)) além de alguns raros compostos com nox  +7 (PuO5(-3)). (nox = +3, +4, +5, +6, +7)

.

95- Amerício (Am): Forma íons Am(+2), Am(+3) e Am(+4) e alguns compostos com nox +6. (nox = +2, +3, +4, +6)

.

96- Cúrio (Cm): Forma íon Cm(+3) e alguns compostos com o íon Cm(+4). Elemento pouco conhecido. (nox = +3, +4)

.

97- Berkélio/Berquélio (Bk): Forma íon Bk(+3), alguns compostos de Bk(+4) e certos compostos com nox +6 (como o BkO3). Elemento pouco conhecido. (nox = +3, +4, +6)

.

98- Califórnio (Cf): Forma íon Cf(+3). Elemento pouco conhecido. (nox = +3)

.

99- Einstênio (Es): Forma íon Es(+3). Elemento pouco conhecido. (nox = +3)

.

100- Férmio (Fm): Forma íon Fm(+3). Elemento pouco conhecido. (nox = +3)

.

101- Mendelévio (Md): Elemento pouco conhecido. Até onde se sabe forma íon Md(+3). Também há certs evidências de um nox +1 estável, o que o torna diferente de qualquer outro actinídeo. (nox = +3 e possivelmente +1)

.

102- Nobélio (No): Elemento pouco conhecido. Até onde se sabe forma íon No(+2) e No(+3)(nox = +2, +3)

.

103- Laurêncio (Lr): Elemento pouco conhecido. Até onde se sabe forma íon Lr(+3) (nox = +3)

.

104- Rutherfórdio (Rf): Elemento pouco conhecido. Sua química tem sido estudada e se mostra extremamente parecida à do zircônio e do háfnio. Até onde se sabe, o Rf forma apenas o íon Rf(+4) (nox = +4)

. 

105- Dúbnio (Db): Elemento ainda pouco conhecido. Sua química tem sido estudada e se mostra extremamente parecida à do nióbio. Até onde se sabe, ele forma apenas o íon Db(+5) (nox = +5)

.

106- Seabórgio (Sg): Elemento ainda pouco conhecido. Forma pouquíssimos compostos. Os únicos estados de oxidação observados foram 0 (num complexo) e +6. Estudos teóricos indicam que este elemento provavelmente se comportaria de forma semelhante ao tungstênio e forme compostos com nox +2, +3, +4 (raros), +5 e principalmente +6.

(nox = 0, +6 (observados); +2, +3, +4, +5 (possíveis).)


107- Bóhrio (Bh): Este elemento ainda é muito pouco conhecido e ainda não muito bem caracterizado, mas alguns de seus poucos compostos foram estudados. Ele foi mostrado comportar-se forma semelhante ao rênio, formando compostos com nox +4 e +7.

(nox: +4, +7 (observados); +2, +3, +5, +6 (possíveis).)

.

108 - Hássio (Hs):

Este elemento, devido à sua extrema dificuldade de obtenção e sua vida muito curta, ainda é muito pouco conhecido quimicamente. No entanto, algumas reações com o elemento já foram realizadas. Ele aparentemente se comporta como os elementos de sua família, ferro, rutênio e ósmio, especialmente este último. Nestes compostos, ele aparece nos estados +4, +6 e possivelmente +8. Outros estados possíveis são +2 e +3.

(nox: +4, +6 (observados); +2, +3, +8 (possíveis).)

.

109 - Meitnério (Mt): O meitnério ainda é muito pouco conhecido e ainda não muito bem caracterizado, mas alguns de seus poucos compostos foram estudados. Ele foi mostrado comportar-se forma semelhante ao irídio e outros elementos de seu grupo. Alguns testes mostraram que ele forma íon com nox +4. Outros possíveis estados de oxidação seriam +2, +3, +5, +6, +8 e até mesmo +9.

(nox: +4 (observado); 0, +2, +3, +5, +6, +8, +9 (prováveis).)


.

110 - Darmstádio/Darmstádtio/Darmstácio (Ds): O darmstádio ainda é muito pouco conhecido e ainda não muito bem caracterizado. Há evidências que este elemento se comporte de forma semelhante à platina e outros elementos de seu grupo. Alguns testes mostraram que ele forma íon com nox +4.

(nox: +4 (observado); 0, +2, +5 +6 (prováveis).)


.

111 - Roentgênio (Rg): Previsões teóricas apontam que o elemento será quimicamente muito semelhante ao ouro, porém ainda menos reativo e com uma considerável eletronegatividade. Seus possíveis estados de oxidação seriam +1, +2, +3 (principal), podendo também chegar a +5 e inclusive formar um raro ânion Rg(-) devido a sua relativamente alta afinidade eletrônica.

(nox prováveis: -1 (raro), +1, +2, +3).


112 - Copernício (Cn): É previsto teoricamente que o elemento se comporte de forma muito similar ao seu homólogo mais leve, o Mercúrio (Hg). No entanto, apresentará algumas particularidades, tais como uma reatividade química ainda mais baixa, maior estabilidade na forma neutra (nox 0), o nox +1 provavelmente será inexistente e ele apresentará ainda um nox +4 estável praticamente inédito na família 2B (um estado +4 já foi observado no mercúrio, mas apenas em condições muito especiais).

(Nox prováveis: 0, +2, +4)


.

113 - Nihônio (Nh): É previsto teoricamente que o elemento se comporte de forma muito similar ao seu congênere mais leve, o Tálio (Tl). Provavelmente formará íons Nh(+) e Nh(+3).

(nox prováveis: +1, +3 (raro))

114 - Fleróvio (Fl): É previsto teoricamente que o elemento se comporte de forma muito semelhante ao Chumbo (Pb), mas com certas propriedades semelhantes ao Mercúrio (Hg) e o Radônio (Rn). Há fortes evidências de que este elemento, devido aos chamados efeitos quânticos relativísticos, apresente uma configuração eletrônica fortemente estabilizada, fazendo com que sua reatividade química seja anormalmente baixa, de forma a se comportar como um "falso gás nobre" e afetar a química dos elementos à sua volta. O fleróvio seria pouco reativo, com um ponto de fusão bem baixo, volátil e apresentaria os nox 0, +2 e (mais raramente) +4. O estado +2 seria o mais estável, enquanto o +4 seria muito oxidante e termodinamicamente desfavorável.

(nox prováveis: 0, +2, +4)


.

115 - Moscóvio (Mc): É previsto teoricamente que o elemento se comporte de forma muito similar ao seu congênere mais leve, o Bismuto (Bi), apresentando nox +3, além de um nox +5 bem menos comum, estável apenas no possível pentafluoreto McF5. Para além disso, devido à configuração de "falso gás nobre" do fleróvio, o Mc poderia também apresentar um nox +1 estável.

(nox prováveis: +1, +3, +5 (raro))


116 - Livermório (Lv): é previsto teoricamente que este elemento se comporte de forma parecida com seu homólogo mais leve, o Polônio (Po). O Lv provavelmente formaria duas ligações covalentes, íon Lv(-2) (raro), Lv(+2) e compostos de Lv(+4) fortemente oxidantes. Diferentemente do restante dos elementos da família 6A ou 16, o estado de oxidação +6 não seria acessível para o Lv. Ele seria facilmente encontrado como cátion Lv(+2), que teria certas características de metal alcalinoterroso.

(Nox prováveis: -2 (raro), +2, +4)

.

117 - Tenesso (Ts): este elemento provavelmente se comportaria como seu homólogo mais leve Astato (At). Provavelmente formaria 1 ligação covalente. Estudos teóricos apontam que o elemento também formaria cátions Ts(+) e Ts(+3), o ânion raro e desfavorecido termodinamicamente Ts(-) além de alguns poucos compostos com o nox +5. Diferente dos demais halogênios, o Ts não atingirá o nox +7.

(nox prováveis: -1 (raro), +1, +3, +5).

.

118 - Oganessônio (Og): Estudos teóricos apontam que o elemento, diferente dos outros gases nobres, reagirá normalmente com os demais elementos (será inclusive mais reativo que Cn e Fl) e será sólido à temperatura ambiente. Ele provavelmente formará compostos com os nox +2, +4 e +6, inclusive sendo possível a ocorrência do cátion Og(+2).

(nox prováveis: 0, +2, +4, +6.)

.

O NERD DA QUÍMICA, Nova Venécia - ES

.

<-- VOLTAR AO INÍCIO

Categories: Explicações sobre química

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

3 Comments

Reply Reusi Ins Bossi
4:24 PM on September 3, 2013 
Adorei seu site! Sou Professora de Matemtica, Fsica e Qumica - s dou aulas particulares - e sua forma de abordar a maravilhosa QUMICA deveria ser estmulo para aqueles que no a compreendem...
Obrigada por seu humor e dedicao. Gostaria que meus alunos vissem suas abordagens, vou passar este site para eles...
Abraos e muito sucesso. Espero mesmo que vc seja famoso (mundialmente) um dia....
Reply antonio augusto
8:42 AM on May 21, 2014 
Caro amigo, genio/nerd como faco para fixar mercurio em placas metalicas,qual metodo
exemplo: eletrodeposicao, anodizaao,eletrolise por favor preciso manter contato pelo tel,
antonio augusto 11 29521845 fixo cel 11 949940524 tim
Reply Joy
7:08 AM on September 29, 2016 
Sei que parece loucura mas gostaria de fazer uma tatuagem em homenagem a minha famlia como se fossem uma formula estrutural, meu irmo eng. qumico mas no quis perguntar gostaria mesmo de fazer uma surpresa. No caso nem todos seriam gases nobres kkk na verdade seria uma mistura meio louca (um dos motivos de estar pedindo a sua ajuda) 2Am + Li + Br + I
Como ficaria?